Montagem_Desenhos_crianças_e_referênci
Antropologia com criançasValéria Martins
00:00 / 03:22

Valéria Cristina de Paula Martins

Este trabalho está voltado à descrição – a partir de imagens, sons, palavras, desenhos... – da experiência de realização de oficinas de antropologia junto a crianças entre 7 e 12 anos em diferentes espaços públicos na cidade de Uberlândia, em Minas Gerais. Iniciado em 2014, é atualmente registrado como um projeto de extensão da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), mesmo que não possa ser enquadrado somente nessa categoria, já que alia, também, as dimensões de ensino e de pesquisa.

Considerando, com Ingold (2010), o conhecimento como associado à educação da atenção e não à transmissão de representações, buscamos criar, por meio das oficinas, contextos ambientais em que tanto as crianças quanto nós (a coordenadora e monitores graduandos em Ciências Sociais) pudéssemos ser instigados e nos engajar em um processo de ensino-aprendizagem delineado em torno da construção de habilidades e produção de saberes múltiplos associados ao olhar, ouvir, sentir, perceber e agir na lida com a diferença.

Por meio do envolvimento e da experimentação a partir de materiais diversos e variadas atividades, tais como a audiência de filmes, leitura de livros (em prosa e poesia), realização de desenhos, brincadeiras musicais, rodas de conversa, jogos coletivos, apreciação de fotografias, áudios e músicas etc., buscamos em suma uma sensibilização para a diferença, tratando de temáticas e ideias caras ao debate antropológico em uma antropologia com crianças e não para crianças ─ nos atentando para o histórico de desconsideração das crianças como sujeitos plenos (Cohn 2005) e nos colocando no sentido de atuar, juntamente com elas, em um processo de ensino-aprendizagem poético-político em que todos, crianças ou adultos, associados ou não à universidade, tenham vez e voz.